14 de maio de 2015

Ribon Festa 2015 em Tokyo: Talk show de mangakas e painéis de imagens


Primeiramente, eu, Geisinha, peço desculpas pelo mega atraso nessa notícia, mas queria muito traduzir essa conversa entre mangakás kkkkk.
No dia 2 de maio começou a Ribon Festa 2015 de Tokyo no Shinagawa Intercity Hall. A Ribon está fazendo 60 anos em 2015 e muitas coisas especiais estão acontecendo nesse evento. Algumas delas foram dois Talk shows especiais com mangakás. O moderador dos dois Talk Show foi Jitsuya Tomishige, Editor Chefe da Ribon. Confiram!


Dia 2: Talk Show de Koi Ikeno e Megumi Mizusawa

As duas trabalharam juntas por muitos anos e o Talk show contou com a presença de parentes das mangakas, além de fãs de todas as gerações.

Jitsuya Tomishige conta como Mizusawa se tornou uma mangaka. "Ela começou quando ganhou o prêmio Ribon Mangá School na época dos 16 anos." "Eu tinha como objetivo estrear na carreira enquanto estivesse no ensino médio, então o sonho se realizou." Disse Mizusawa relembrando.

Ikeno, que participa de um Talk show pela primeira vez, diz: 
"Eu achava que seria o primeiro e último mangá na época dos 19 anos, mas ganhei o prêmio Ribon shinjin manga-shō (prêmio para iniciantes no mangá da Ribon) e depois foi meio que a minha estréia..." Disse ela um pouco nervosa.

Depois elas falaram sobre suas obras, Hime chan no Ribon e Tokimeki Tonight.



Mizusawa: "Eu pretendia terminar Hime chan no Ribon em um ano se fosse possível. O mangá foi indo bem e no seu andamento foi confirmado o anime e também alguns acontecimentos da vida adulta me fizeram crescer." Disse Mizusawa rindo um pouco dos bastidores da história dela.
Ikeno: "Eu também, quando estava escrevendo a história foi aos poucos se tornando cada vez maior."
Mizusawa lança uma pergunta para Ikeno.
Mizusawa: "Tem uma coisa que sempre quis perguntar para a Ikeno San: A cena do Makab-kun de príncipe já existia desde o começo?" 
Ikeno: "Não existia, foi no andamento. Se bem que acho que tenho a impressão de ter pensado algo assim no começo..." disse rindo.


Dia 3: Talk Show de Chinami Tsuyama e Yukie Mori

As duas mangakas tiveram um rotina juntas na faculdade. Sobre o começo da estréia da carreira, através de concurso, Tsuyama disse: " No segundo ano do chuugaku (equivalente à sétima série do fundamental no Brasil) eu me inscrevi guiada pelo valor do prêmio. Chequei outras revistas, mas me decidi dentre as que pareciam estar mais ao meu alcance e também a revista com valor mais alto do prêmio que era a Ribon. Fui uma aluna espertinha do chuugaku." disse rindo.

Jitsuya Tomishige,o editor chefe, disse em tom de brincadeira: "Uma pessoa que escreveu um mangá em folhas de copiadora e ganhou um prêmio é algo sem precedente na história da Ribon." 

Tsuyama se desculpou dizendo: "Você não compreende que era papel de manuscrito... Eu comprei papel que dizia ser tipo Kent numa livraria, mas a espessura dele era diferente."

Por outro lado Mori já era encarregada em outras editoras no chuugaku e no koukou. "Eu era fã de Aamin Okada foquei em um único volume na Ribon, pois achava que poderia encontrar Aaamin em alguma festa." Ela enfatizou que ainda não conseguiu realizar esse sonho. 
Mori falou também da nova serialização de Medaka no Gakkou, que depois de anos voltou no final do ano passado e foi intitulada de 'Medaka no Gakkou 2 genme'. 
"Me chamaram de repente no setor de edição mais ou menos no verão do ano passado e então decidimos." Confessou Mori revelando ter sido uma decisão rápida e sem dificuldades.

Elas seguiram carreira de mangaka enquanto frequentavam a escola e falaram sobre a rotina escola/mangaka.

Mori: "Eu fiz atividades do clube, demorava duas horas para ida e volta, então diminuí minha horas de sono para desenhar."
Tsuyama: "Eu contei somente para o professor responsável em segredo que estava seguindo carreira de mangaka, mas naquele dia tinha uma Ribon por lá e me tornei falada."
Mori: "Entendo. Eu não queria falar pra ninguém também, mas no dia da formatura vários vieram conversar comigo e perguntaram: 'Você está escrevendo mangá, não é?', e então vi que fui descoberta."

Sobre o Talk Show desse dia elas contaram uma historinha rs.

Tsuyama: Eu achei que a Mori Sensei fosse recusar e então eu disse 'Se a Mori Sensei concordar eu vou'. Então no setor de edição me disseram que tinha um recado da Mori Sensei que disse que 'Se a Tsuyama quiser participar eu vou.'
Mori: Falaram que eu não queria ir mas não foi isso. A Ribon foi assustadora!

Fotos das ilustrações do evento que estão lindíssimas 







Vocabulário da notícia

Chuugaku: equivale mais ou menos a sétima e oitava série do Brasil. Só que no Japão são três anos do chuugaku. 
Koukou: Equivalente ao colegial (ensino médio) no Brasil.
Sensei: professor ou mestre 

Fonte: Comic Natalie

Nenhum comentário:

Postar um comentário