10 de maio de 2017

Mangás josei são os grandes vencedores do 21º prêmio Cultural Osamu Tezuka


O jornal Asahi Shimbun anunciou os vencedores do 21º prêmio anual Tezuka Osamu Cultural, que comentamos AQUI sobre os indicados deste ano.


Grande prêmio:


Hana ni Somu
Fusako Kuramochi
Shueisha

A história gira em torno de Kano Sogabe, uma garota que através do tiro com arco, conheceu seu melhor amigo Haruta. Quando Haruta perde sua família em um acidente trágico que também reivindica o santuário que ele chamou de casa por anos, ele é levado para Kansai para cuidados psiquiátricos. Kano não o viu desde então. No colegial, Kano atingiu uma queda em seu tiro com arco e tenta fugir dele, apenas para voltar a ele novamente. Agora, Haruta retorna, mas ambos mantêm distância um do outro.








Prêmio de novo criador:

Showa Genroku Rakugo Shinju
Haruko Kumota
Kodansha

A história do mangá gira em torno de um prisioneiro maduro que foi liberado por bom comportamento durante a era de Showa Genroku de Japão (1960 ao início dos anos 70). Ele é chamado Yotaro pelos outros, um termo que significa um "anti-herói" ou um "homem tímido". Quando retorna à sociedade, começa uma vida nova no rakugo (narração cômica). Tocado pelo papel de Yakumo como o "ceifador", ele pede ao mestre que o leve como aprendiz.
O mangá terminou em junho passado e inspirou duas temporadas de anime de televisão, bem como lançamentos de vídeos de anime originais.






Prêmio de pequeno trabalho


Kahoru Fukaya
Kodansa
Fukaya 

A autora começou a desenhar o mangá e postar em seu Twitter em 2015. O mangá é centrado em um gato que é atraído para o cheiro de lágrimas, e vai para quem está chorando, a fim de confortá-los ou encorajá-los.












A comissão concedeu o Prêmio Especial a Osamu Akimoto pelo seu mangá Kochikame, que terminou em setembro do ano passado, após quatro décadas de serialização.

A comissão deste ano - composta pela atriz Anne Watanabe, o autor Kazuki Sakuraba, os criadores de mangá Machiko Satonaka e Taro Minamoto, o professor e estudioso Shohei Chujo, o editor de mangá Haruyuki Nakano, o crítico de mangá Nobunaga Shinbo e o autor e pesquisador de mangá Tomoko Yamada - De títulos recomendados por especialistas e funcionários da livraria. Para ser elegível, o mangá teve que ter um volume compilado publicado em 2016. Esta é a segunda vez que o mangá Showa Genroku Rakugo Shinju de Kumota foi nomeado, depois de ser nomeado nos 17º prêmio em 2013.

No ano passado, a comissão julgadora nomeou sete títulos e Hanagami Sharaku, de Kei Ichinoseki, ganhou o Grande Prêmio. Machida-kun no Sekai de Yuki Ando ganhou o prêmio de Novo Criador. Jimihen de Tatsuya Nakazaki ganhou o prêmio de trabalho curto.
O jornal concede ao ganhador do Grande Prêmio o valor de 2 milhões de ienes juntamente com uma estatueta do personagem Poderoso Atom (Astro Boy) de Tezuka. Além disso, 1 milhão de ienes vai para cada um dos vencedores do Prêmio Novo Criador, Prêmio de Trabalho Curto e do Prêmio Especial a cada ano. A cerimônia de entrega dos prêmios será realizada em Tóquio em 31 de maio.

Fonte: AnimeNewsNetwork

Nenhum comentário:

Postar um comentário